terça-feira, 13 de julho de 2010

De virada, Duque de Caxias vence a Lusa

“Foi um jogo muito aberto, onde as duas equipes poderiam ter vencido. Infelizmente nós levamos a 
virada no final, mas não podemos ficar lamentando isso", Vadão, após a derrota da Lusa.

Esperei 40 dias para o retorno da série B, cheguei a acordar domingo às 8h da manhã para ver Sérvia, Gana, etc... Assisti o máximo de jogos possíveis da Copa para sanar a falta dos jogos da Lusa. Torci bastante para algumas seleções, mas sem a emoção de ver a Portuguesa em campo.

Enfim, hoje aconteceu o retorno da minha Copa do Mundo e do sofrimento de ver a Lusa nos gramados. Estava tão ansiosa por esse momento. Esperava um bom jogo, muito movimentado, muita emoção e uma linda goleada rubro-verde, afinal  a equipe rubro-verde passou um bom período treinando, acredito que os jogadores deram suor e sangue para conquistar o objetivo final: a tão deseja séria A. Na minha inocência acreditei que o primeiro adversário desse retorno seria fácil, o apático Duque de Caxias, com apenas três pontos em sete rodadas.

Terça-feira, 19h30, a Portuguesa foi até o Engenhão enfrentar o Duque de Caxias. Sem nove jogadores que estavam suspensos ou no Departamento Médico. Resultado: o time perdeu, por 3 a 2, de virada, para o fraco time do Rio de Janeiro. Detalhe: três gols do Somália.

Em campo Vadão escolheu os “craques“: Andrey; Paulo Sérgio, Thiago Gomes, Preto Costa e Athirson (Celsinho); Acleisson (Ronaldo), Ademir Sopa (Marcos Paulo), Héverton e Romano; Kempes e Malaquias. Esses jogadores ajudaram a estatística lusitana de nunca vencer o Duque de Caxias. Até hoje foram três jogos: duas vitórias do Duque e um empate. A Lusa adora reabilitar os adversários!

A Portuguesa não fez um bom jogo, a equipe continua com os mesmo problemas do perído pré-Copa, o Andrey vem se revelando o maior problema da equipe, deixando para trás o Acleisson, que está com um desempenho superior em relação ao Campeonato Paulista, mas está longe de ser uma perfeição. Destaque positivo para o Athirson e Héverton, que marcaram os gols lusitanos e tiveram um desempenho de regular para bom, levando o time “nas costas” por diversos momentos.

Dos nomes que não entraram em campo, senti falta do Domingos, Fabrício e Marco Antônio. Eles dariam um outro ritmo para a equipe da Lusa. Mas não vou lamentar, perdemos três pontos... E entra Copa e saí Copa, a Lusa continua a mesma.

O Dodô ainda é uma incógnita. É muita expectativa e muita esperança depositada em um jogador. Ele pode ser tudo ou nada. E estou na torcida para que seja tudo. A Lusa precisa de pelo menos mais um reforço.

Foi mais um jogo, mais uma derrota e ainda faltam 30 rodadas para a série A. (Mesmo perdendo para o Duque eu continuo confiante!)

Um comentário:

Igor sausmikat disse...

não é nem isso,era o Athirson se esforçando na frente e a sua Lusa tomando gol bobo lá atrás!
Bobiada impressionante!
beijos Michelle
meu blog:http://igoresportes.blogspot.com/