sábado, 25 de dezembro de 2010

O melhor e o pior de 2010

O ano passou voando e dentro de campo não deixará muita saudade. O time rubro-verde foi o maior fracasso na Série B, a derrota diante do Grêmio de Barueri (Prudente) acabou com a possibilidade da Lusa ir para a semifinal do Campeonato Paulista. E a Copa do Brasil? A Lusa perdeu a classificação para o Fred... Foi mais um ano sem glórias para a Lusa. Tudo normal, né?  


Os posts mais lidos do Boteco da Lusa, em 2010, não representam os melhores momentos da Lusa, aliás, acho que a Lusa não teve melhores momentos. 


Mas releia os posts mais lidos do blog, segundo o Analytics. (Talvez não seja os melhores posts, nem os melhores momentos, muito menos as melhores contratações, nem os melhores gols, etc...). 


Que venha 2011!!! Boas Festas!!!


Lusa X Imprensa
A grande imprensa, principalmente a TV e o impresso, nunca trataram a Lusa como ela merece .... (Leia o post completo)

Na mesma praça, na mesma banca...
Desde de criança eu tenho mania de guardar jornal. Às vezes, encontro alguma coisa legal, mas preciso de muito tempo para organizar e arquivar tudo ... (Leia o post completo)

Porra, Portuguesa!
Não vou escrever que mais uma vez a história se repetiu e a Lusa viveu sim uma noite Lusa, como diz o Juca Kfouri ... (Leia o post completo)

Vale o quanto custa?
Quando visto a camisa do meu time, muito além de colocar o manto sagrado, estou vestindo paixão, emoção, história, tradição e o orgulho de torcer para minha querida Portuguesa ...(Leia o post completo)

O retrato da torcida rubro-verde
A Folha de S.Paulo divulgou pesquisa sobre as maiores torcidas do Brasil e para minha surpresa a Portuguesa aparecia em 16°, na frente de Atlético-PR, Coritiba, Náutico, Ceará e Goiás ... (Leia o post completo)

Criador e a Criatura
Na minha certidão de nascimento não está escrito: torcedora da Portuguesa. Mas nasci lusitana, deve ser coisa de DNA: meu avô, meu pai, meus irmãos, primos, tios, cachorros são todos torcedores da Lusa ... (Leia o post completo)

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

E o primeiro reforço da Lusa é....

Dodô!!!!

A diretoria lusitana começou a buscar reforços para o Paulistão. O primeiro passo foi a renovação do contrato do artilheiro dos gols bonitos!

Vamos esperar as próximas movimentações no Canindé. Espero que o Departamento de Futebol seja rápido, senão, mais uma vez, a Lusa ficará com as “raspas e os restos” dos outros!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Na torcida pela Portuguesa

Minha foto apareceu no vídeo institucional do Da Lupa. Está lá sem permissão. O meu “orgulho de ser Lusa” está na campanha do atual presidente da Portuguesa.

Eu não gostei, mas às vezes é melhor levar na brincadeira e na piada do que levar a vida a sério. (Não costumo levar a vida muito a sério!)

A pessoa que teve a brilhante idéia de procurar as fotos na internet sequer procurou saber quem são as pessoas das fotos. Talvez nem saiba que tenho um blog (que não tem muita importância), mas que já critiquei muita a gestão Da Lupa aqui no Boteco.

Talvez, se os organizadores da campanha do Da Lupa tivesse pedido para usar a minha foto, eu até daria permissão. Afinal, é verdade, eu tenho o maior orgulho em ser Lusa.

Mas não sou sócia do clube e não tenho nenhuma intenção política na Portuguesa. Jamais apoiaria um candidato que mudou um estatuto por causa própria, como também não apoiaria quem já esteve envolvido em escândalos de gestões anteriores. Não torço para o Da Lupa e nem Ilídio Lico!

Acredito que as coisas podem piorar, mas independente da posição política eu TORÇO para a Portuguesa e vou torcer muito para que o presidente eleito faça uma boa administração, que melhore o clube, acabe com as dívidas (difícil), mas que principalmente coloque a Lusa no topo da tabela dos campeonatos. Sim, eu quero ver meu time disputando finais!!!

Com foto ou sem foto, torço para o bem da Portuguesa!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

"Não tem pena não!"

Sport 1 X 2 Portuguesa
O torcedor do Santa Cruz foi um espetáculo à parte durante o jogo entre Sport X Portuguesa.

Gritava, pulava e xingava o time e a torcida “da coisa”.

Todo orgulhoso, o torcedor do Santinha, afirmava que seu time coloca 40 mil torcedores na arquibancada em jogos que não valem NADA. Ele cantava mais ou menos assim:

“Ei, Portuguesa! Não tem pena não, afunda essa porra pra 2ª Divisão!”

terça-feira, 30 de novembro de 2010

O ídolo do Canindé

O jornal O Estado de S.Paulo publicou dia 27, dia do jogo contra o Sport, quase uma página inteira sobre a Portuguesa: Lusa fecha temporada entre o céu e o inferno. Nada de errado na matéria, apenas explicava a situação complicada do time e que a classificação seria difícil, ,mas não impossível.

O que mais chamou minha atenção foi a matéria secundária com o “ídolo” Héverton:  Agora ídolo, Héverton está de partida. Imagino que ele deu a declaração um ou dois dias antes do jogo, véspera de "decisão" para a Portuguesa. O jogador, que tem contrato com a Portuguesa até 2012, disse o seguinte:

 "Estou muito feliz na Portuguesa, mas chega um certo momento que você almeja outras coisas para sua carreira”.

E deixou claro:  "Independentemente da situação da Lusa no ano que vem, vou conversar com a diretoria para me liberar. O importante é que fiz minha parte. Espero me despedir de cabeça erguida". 

Eu pergunto: O que a Portuguesa está esperando para cobrar a multa da rescisão do contrato e liberar o jogador?

Ele fez a parte dele? O que ele fez?

Por mais que ele queira sair da Lusa, não era o momento para dar este tipo de declaração.

O jogador já disse que não lê blogs, mas precisa saber que teve todas as oportunidades de ser ídolo do time, de ajudar a Lusa na série B e de ser o artilheiro da competição, mas fez corpo mole e está muito longe de ser um exemplo de jogador.

Héverton você não é um ídolo da Portuguesa!!!

domingo, 28 de novembro de 2010

Lusa x “A Coisa”

Recife é uma cidade grande, não tive a oportunidade de conhecer os pontos turísticos, nem todas praias e também não vi nenhum tubarão. Só dei uma caminhada pela Praia de Boa Viagem e conversei com alguns nativos.

Usar a camisa da Portuguesa facilita na hora de fazer amizades e me ajudou a ganhar um desconto no quiosque na praia.

Pela cidade, conversei com torcedores do Náutico e Santa Cruz e todos torciam muito para a Lusa voltar para a elite do Brasileiro e enterrarem de vez “a coisa”, conhecida no resto do Brasil como Sport.

Depois de uma breve parada na praia para uma cerveja e curtir o calor de Pernambuco, fui encontrar com o resto dos torcedores da Lusa.

Sport X PortuguesaRodrigo, Fátima, Gominhos, Flávio Gomes, Felipe e Eduardo, completavam a Kombi rubro-verde que seguiria para a Ilha do Retiro.

A Lusa ganhou, Dodô fez um golaço e terminou o campeonato com uma média excelente de 10 gols em 15 jogos, o outro gol foi do Marco Antônio. Não sei quem fez o gol da “coisa”, mas isto pouco importa.

A equipe rubro-verde vencia por 2 a 0 quando terminou o primeiro tempo, estávamos confiantes! A todo instante chegavam informações que a Ponte Preta estava jogando sério contra o América-MG e já havia chutado duas bolas na trave.

Faltava pouco, mas a vaga seria nossa!

Triste ilusão lusitana. Mais uma vez ficamos no “quase”, no “por pouco”, “por um ponto” e em quinto. A Portuguesa ainda me mata do coração!

Mas enquanto não sofro nenhuma parada cardíaca vou conhecendo novos amigos lusitanos. Dentro de campo, a Lusa não me dá muitas alegrias, mas fora, me proporciona ótimos debates sobre futebol, diversas rodadas de chopps e amigos. E fazer amigos é tão bom quanto um título!

É Portuguesa, não foi dessa vez que você voltou para a Série A! Essa torcida linda e apaixonada merecia muito este “presente”!
Sport 1 X 2 Portuguesa


Mais fotos de Recife, aqui: http://migre.me/2yrw3

Quase. Por pouco. Um ponto. Em quinto....

Sport 1 X 2 Portuguesa

A história é repetida e o final também.

Quem mandou perder no Canindé para América-RN, Duque de Caxias, Bahia, Ponte Preta e Sport?

Por um ponto continuamos na série B.

Nós torcedores não merecíamos isso, mas os jogadores da Portuguesa, sim!!

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

O Criador e a Criatura

Na minha certidão de nascimento não está escrito: torcedora da Portuguesa. Mas nasci lusitana, deve ser coisa de DNA. Meu avô, meu pai, meus irmãos, primos, tios, cachorros... todos torcedores da Lusa. É uma família Portuguesa, com certeza!

Ninguém foi obrigado a vestir a camisa rubro-verde, mas tivemos o privilégio de nascer em uma família inteligente, de bom gosto e, acima de tudo lusitana. Ser torcedora da Lusa é a minha maior virtude.

Foi meu pai que me levou a primeira vez no Canindé, não lembro a idade, mas os anos foram passando e continuo indo em todos os jogos da Lusa e muitas vezes sem ele.

Às vezes acontece de reunir a família toda, e o momento é único. Não existe crise familiar, apenas a paixão pela Portuguesa.

E, movida por essa paixão que aprendi com meu pai, resolvi comprar minha passagem para Recife.

Mas quando meu pai soube que a filha é uma louca, não falou nada, apenas olhou decepcionado e arrependido.

Neste momento ele está sentado em frente ao computador, ouvindo alguma rádio AM e lamentando o dia que me levou pela primeira vez no Canindé.

Enfim, ele pode reclamar de tudo! Dos meus fracassos, dos meus namorados, da minha falta de grana, da minha TPM etc... Menos de torcer para a Portuguesa. Ele é responsável por ter me transformado em uma torcedora apaixonada pela Lusa.

Papai... Azar o seu que vai assistir ao jogo pela TV! Vou fazer de tudo para voltar com boas lembranças da Ilha do Retiro e com um presentão para você! Não lamente por eu ser lusitana, apenas agradeça. A situação poderia ser mais grave, imagina se eu fosse corinthiana ou coisa pior?!

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Minha Copa do Mundo Termina Sábado

Minha Copa do Mundo começou dia 05 de maio, diante do Vila Nova, no Canindé. Logo na primeira rodada minha seleção entrou em campo e goleou o adversário por 4 a 1. Diante do resultado, tive a certeza: 2010 é o ano da Portuguesa.

Naquele dia o Héverton fez dois gols e eu apostei: Esse garoto ganhará a chuteira de ouro, será o melhor do Campeonato e vai brilhar muito com a camisa rubro-verde.

Os meses passaram e a Lusa entrou em campo mais 37 vezes e a minha Copa do Mundo foi bem diferente da que eu imaginava: Minha seleção favorita tropeçou em partidas “intropeçáveis”. O Héverton, aquele que seria o craque do campeonato,  perdeu a artilharia, se machucou, ficou até no banco e deixou de marcar gols, afinal, ele é meio campista e o principal atacante da Portuguesa agora é o Dodô.

Em 37 rodadas, a minha seleção perdeu o artilheiro, a artilharia, o técnico e alguns pontos.  No Canindé, a Lusa caiu diante do América-RN, Duque de Caxias, Ponte Preta, Bahia e Sport.

Foram 15 pontos perdidos em casa. Se o time tivesse empatado os cinco jogos, hoje não dependeríamos de outros times. E se a Lusa tivesse vencido estaria na frente do Coritiba!

Agora não adianta lamentar, porque todo jogo é uma final em um campeonato de pontos corridos.

E só resta pensar na 38º rodada. A rodada final, a decisão, a final da minha Copa do Mundo!!

Sei que a Portuguesa precisa vencer o Sport e que minha seleção depende da vitória da Ponte Preta diante do América-MG. E sabe o que acho?

Até o último minuto vou acreditar na vitória da Lusa e na queda do América. Não pela suposta “mala branca”, nem pela “boa vontade" da Ponte, mas porque é um jogo de futebol e tudo pode acontecer.

Nas últimas cinco rodadas o América ganhou dois jogos, empatou um e perdeu dois. O time mineiro enfrentará a Macaca embalado e confiante, mas uma derrota no Moisés Lucarelli não seria nada anormal, mesmo com a Ponte Preta jogando com um  milhão de reservas.

Quer saber?! Não vou entrar em paranóia. Não vou pensar na Ponte Preta e nem América. Quero saber só do meu time.

A minha final será na Ilha do Retiro e só esse resultado importa para a Lusa entrar para a história, pelo menos, para a minha história! E dessa vez, acredito em um final feliz...

Mas se tudo der errado para Lusa, o final não será triste, mas decepcionante! Perder a vaga para um time que não conseguiu vencer a Portuguesa é tão contraditório e estranho quanto a “mala branca”, porém faz parte do futebol e dos pontos corridos...

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Let It Be

Hoje acordei com o Paul McCartney, na verdade pouco dormi. O show está na memória, cada música, cada momento. O show foi o máximo! Talvez o melhor da minha vida! Não pelas músicas, nem pela super produção, mas simplesmente porque ele é um Beatle.

Apesar de ter pouca simpatia pelo Morumbi, já presenciei grandes shows lá. Não só grandes concertos, mas grandes jogos da Portuguesa.

Já enfrentei o trânsito parado da Avenida Giovanni Gronchi com a bandeira da Lusa no carro para ver meu time na final do Brasileiro. Coração a mil por hora! É de uma angústia e ansiedade sem fim, não porque meu time estava na final, mas porque é a Portuguesa em campo.

Pode ser final de campeonato, o jogo da estreia do Dodô, o lançamento do novo uniforme, o fulaninho que vai usar uma camisa qualquer de número 50 ou uma partida que não vale nada, mas a emoção é sempre a mesma, é sempre a Lusa!

Esta semana tem tudo para ser a mais especial do ano: Comecei com um belo show do Paul e pode terminar com a Lusa na série A, vou fazer de tudo para controlar a minha ansiedade. Sei que a tarefa é difícil,  mas para o tempo passar mais rápido, por enquanto só: “Let It Be”.


domingo, 21 de novembro de 2010

Vamos subir Lusa!!!!

Lusa e Ipatinga foi uma típica partida rubro-verde: sofrível do começo ao fim.

Enquanto o América-MG vencia o Sport, a Portuguesa lutava contra a forte marcação do Ipatinga e a péssima arbitragem. Sem nenhuma novidade, a Lusa lutava contra tudo e todos!!!

Mas a Lusa venceu por 2 a 1. No final, eu já contava os segundos para o juiz apitar o fim da partida.

A Portuguesa me fez sofrer todas as 37 rodadas e não deixaria a última passar em branco. Sim, temos chances e vamos subir! Claro que vamos depender um pouco da Ponte Preta, mas a Macaca nos deve uma, por causa, do caso Jean, não é?

Resta agora decidir: Ir ou não para Recife!

sábado, 20 de novembro de 2010

Tudo ou nada!

Portuguesa, Sport e América-MG fazem um esforço enorme para continuar na Segunda Divisão!!!

Nas últimas rodadas os três perderam pontos, qualquer um poderia estar classificado, mas espero que a última vaga seja decidida apenas na próxima rodada, dia 27. Para isso, a Lusa tem que ganhar hoje e muito mais que os três pontos precisa de muitos gols para manter uma boa vantagem nos saldo de gol, deixar a torcida lusitana mais feliz e confiante.

Além da vitória da Lusa, o Sport precisa vencer o América-MG, tarefa complicada, já que o América joga e com casa cheia, os ingressos lá custarão R$2,00.

Lusa X Sport pode ser a “final” do campeonato se tudo der certo para Lusa e para o time do Recife, mas antes, a rubro-verde precisa vencer o Ipatinga e o retrospecto não é nada favorável para o time do Canindé. Em sete jogos, quatro vitórias do time de minas, duas da Lusa e um empate.

Mas retrospecto não ganha partida e a Portuguesa é muito maior que o Ipatinga. O jogo de hoje será uma grande final...É tudo ou nada para a Portuguesa.

domingo, 14 de novembro de 2010

É Portuguesa...

Eu não assisti o jogo e também não ouvi. Não foi por falta de vontade, porque a ansiedade e o desespero para saber das boas jogadas, dos dribles e dos gols da Lusa era mais importante que qualquer outra coisa.

Mas sabe a famosa Lei de Murphy? Ontem aconteceu comigo.

A conexão da Claro não funcionou, passei exatamente duas horas e meia tentando a conexão. E no celular acompanhava os tuites dos colegas lusitanos. Imaginei que a Lusa estava perdendo, mas correndo atrás, brigando como uma guerreira dentro de campo, afinal, o jogo contra o Bahia era uma final. E a Lusa deveria lutar até o fim. É interesse de todos (diretoria, jogadores, comissão técnica e torcida) retornar para a primeira divisão, não?

Parece que não foi nada disso. A Lusa acomodada, se entregou diante da festa baiana. Além de perder levou três gols e por pouco não levou quatro. Para quem ainda acredita na classificação, o saldo pode ser fundamental... (Ah, Portuguesa você me faz pegar a calculadora e ficar fazendo contas, eu odeio contas!)

É Lusinha, jogou como pequena.... Uma pena! O G4 fica para depois. E com o jogo de ontem resolvi o que vou fazer: Cancelar minha conexão da Claro.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

O JT de hoje...

A versão em PDF do Jornal da Tarde está lotada de erros sobre o jogo da Portuguesa. Alguém me conta se a versão impressa está igual?

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Inexplicável?! Estamos chegando....G4!

Foi um jogão, não pelo futebol, mas pela falta de luz. O jogo foi interrompido por aproximadamente 20 minutos na primeira fase da partida (isso deve virar mais uma piada para o Globo Esporte, mas enfim, foda-se o Globo Esporte e a Globo!)

A Lusa começou tropeçando no primeiro tempo, levou um gol bobo de contra ataque e passou o resto do primeiro tempo correndo atrás do prejuízo. Não parecia ser o dia da Lusa. Lamentava cada minuto por estar ali presenciando a sentença final da Portuguesa. Mas quem entende esse meu time?

Gostaria de entender o motivo da entrada do Romano no início do jogo. Ele foi um dos responsáveis pelo gol que tomamos e a maioria dos erros vinham do pé dele, o Fabrício é outro que não anda acertando muito, mas são coisas inexplicáveis. E quem vai explicar o inexplicável?

O que também queria entender é o motivo do Thiago Gomes começar a partida banco. Já escrevi algumas vezes que ele é o melhor zagueiro da Lusa, mas alguém lê este blog? O Héverton disse que não lê blogs, mas foda-se o Héverton também! Enquanto ele vestir a camisa da Portuguesa tem meu apoio!

Sei que tenho muitas coisas para reclamar. Poderia lamentar pelos passes errados, jogadas sem finalizações, pela falta de luz, pela chuva no fim do jogo e até mesmo pela esfiha horrível que comi no estádio, mas estou contente demais com a vitória da Lusa e o empate do Sport. Sim, o retorno para o G4 que estava tão distante está mais próximo e as chances são reais.

Gostei muito dos lances do Dodô, não só pelos dois gols marcados, mas pela atitude. Ademir Sopa marcou um golaço, Sérgio Guedes aos poucos está conhecendo a Lusa e as máscaras estão caindo e a Lusa tem o melhor ataque do Brasil!! O último motivo já é o suficiente para o retorno para a série A, não é?

É Portuguesa, você me surpreendeu! 3 a 1 foi uma ótima virada!  Eu apanho, mas depois tudo fica certo. Sem sofrimento não tem graça! Agora, mais três jogos para sofrer e testar o meu sistema cardíaco!

"É preciso que o torcedor venha e nos ajude, apoie o tempo todo"

IMG_3387
Pela 35ª rodada da Série B, a Portuguesa enfrenta mais uma “final” diante do Brasiliense, às 19h30, no Canindé.

Não acredito em milagres, mas sei que a equipe rubro-verde tem talento e capacidade para vencer o adversário e manter a esperança de terminar o campeonato entre os quatro primeiros colocados e retornar para a "elite" do futebol nacional.

E para deixar os jogadores ainda mais confiantes, o apoio da torcida para o jogo de amanhã será fundamental. É a hora de tirar da gaveta a camisa rubro-verde, chamar os amigos e partir para o Canindé.

Ciente da importância da partida para jogadores e torcedores, o técnico Sérgio Guedes convoca e torcida lusitana: "É preciso que o torcedor venha e nos ajude, apoie o tempo todo. Precisamos que ele fique do nosso lado e passe boas vibrações”.

Já o goleiro Weverton destaca o fanatismo da torcida e pede o apoio dos lusitanos: "Não tenho dúvidas de que a torcida terá grande importância nesse jogo. Nosso torcedor da é fanático, então creio que virá nos apoiar. Precisamos de incentivo durante todo o jogo”.

E aí torcedor, já pegou sua camisa? Já riscou na agenda que compromisso mais importante da semana será no Canindé?

Vamos lotar a Kombi?

domingo, 7 de novembro de 2010

Eu já sabia!!!

Eu já sabia que a Lusa venceria a Ponte, desde do jogo contra o Náutico em que coloquei o título do post errado: Eu tinha a certeza da capacidade lusitana diante da Macaca.

Ontem a Lusa deu um importantíssimo passo para a série A. A vitória por 2 a 0, diante da Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, deixa a Lusa com 53 pontos, cinco a menos que o América-MG, quarto colocado na competição. E muito ânimo e confiança para torcedores e jogadores da rubro-verde.

A Lusa precisa continuar jogando com o único pensamento: o da vitória. E torcer por tropeços do América, Sport e até mesmo do Bahia. Parece que as coisas estão dando certo. Então eu vou acreditar na classificação.

Diante da Ponte Preta, a Portuguesa fez um bom primeiro tempo, Dodô, o artilheiro dos gols bonitos, marcou o primeiro gol e por pouco, mas muito pouco, não marcou mais dois.

No segundo tempo, deu espaço para a Ponte Preta, o Acleisson, que já estava com saudades de cornetar, entrou no jogo e não me surpreendeu. Ele não foi bem. Por alguns momentos o time da Ponte foi superior ao da Lusa, mas o Tiago Gomes, que eu não canso de repetir que deveria ser titular absoluto da Portuguesa, marcou o segundo gol rubro-verde e a Lusa segue viva no campeonato.

E terça-feira, a Lusa enfrenta mais uma final: o Brasiliense, no Canindé... Dia de vestir a camisa rubro-verde e seguir para o Canindé!!!

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Apenas cinco pontos?!

Para o Portal Terra , Héverton desabafa:


"Depois de ter passado por um momento difícil, que foi esta lesão no púbis, tive a felicidade de voltar bem, marcar um gol e ajudar a Portuguesa a vencer Foi um resultado muito importante, que nos deixa vivo na competição rumo ao acesso, ficando apenas com cinco pontos a menos que o quarto colocado".

Apenas cinco pontos???

Duas vitórias no Canindé seriam suficientes, não é? Perder do América-RN e do Duque de Caxias, em casa, é muita incompetência! Agora ficam se lamentando, correndo atrás dos pontos perdidos e em busca da “campanha perfeita”.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

No Pacaembu, Lusa vira diante da Ponte Preta

Pô, acorda Michelle, a Lusa virou em cima do Náutico e não da Ponte!!!...Mas o falecido polvo, Paul, mandou uma mensagem do além dizendo que a Lusa vira diante do time de Campinas.

Queria ter ido, mas não fui no Pacaembu. Estou cansada de ser enganada pela equipe da Portuguesa. Optei em assistir o jogo no conforto da minha casa.

A equipe lusitana fez um primeiro tempo horrível, errando muitos passes e oferecendo pouquíssimo perigo para a defesa adversária e assim o Náutico abriu o placar e me fez ter a certeza que tinha feito a escolha certa ficando em casa.

Não dá mesmo para confiar no time! O Náutico é ruim demais, fraco demais e passar sufoco diante desta equipe é uma piada!!!!

No segundo tempo o Glauber marcou e em seguida o Héverton ampliou o placar (o churrasco, a pelada do final de semana e o pagode fizeram bem para ele) e depois Ademir Sopa fez o terceiro gol rubro-verde.

Não foi uma virada surpreendente porque a Lusa não me surpreende mais com nada! Mas foi um segundo tempo razoável e nesta altura do campeonato só me resta lamentar por alguns pontos perdidos dentro de casa. Pelo jeito, caminhamos para terminar o campeonato em 5°...

O próximo jogo será sábado contra a Ponte Preta, que vive uma situação um pouquinho pior que a Portuguesa. Acredito que não será um confronto fácil, Ponte e Lusa sempre fazem partidas disputadas, mas com uma vitória em Campinas volto a ter esperança...

No Pacaembu

A Lusa enfrente hoje, às 21h, o Náutico no Pacaembu. Os titulares e os desfalques ficam para o segundo plano, porque eu quero saber é do Pacaembu!

Não lembro a última vez que pisei no Estádio, mas foi para algum show. Para jogo faz mais tempo ainda...

Já vi alguns Lusa X Corinthians e Portuguesa X Santos no Paulo Machado de Carvalho, mas todos na década de 90. Procurei pelos meus ingressos, mas estão perdidos e jogados em algum canto da minha casa...

Não fui no inesquecível 7 a 2 contra o São Paulo, mas lembro cada lance daquele jogo, tenho os jornais do dia seguinte e não me canso de assistir os sete gols lusitanos. 

Meu jogo inesquecível no Pacaembu foi a primeira partida entre Lusa e gambazada pelo Paulista de 1995, disputávamos uma vaga na final do Campeonato e a equipe rubro-verde era a melhor da competição. Tinha 13 anos, uma camisa a Portuguesa e muita disposição para enfrentar uma fila enorme para comprar o ingresso.

Lembro da torcida da Lusa naquele espaço minúsculo entre o tobogã e as e arquibancada coberta. A Lusa perdeu por 1 a 0, mas a torcida rubro-verde era grande demais para aquele espaço, as bandeiras, os cantos, os gritos o melhor time do campeonato com a camisa rubro-verde. Que saudades do Pacaembu! 

Depois teve o segundo jogo contra os gambás e ficamos na arquibancada laranja. Mas perdemos nos últimos minutos da partida e fomos eliminados. E lá se foi, mais uma vez, a chance de disputar uma final...

Hoje a Lusa volta a jogar no Pacaembu. Outra circunstância, outro campeonato e outra situação. Sinto uma grande nostalgia.O jogo de hoje não vale praticamente nada, o estádio será da nossa torcida e estará vazio, lutamos por três pontos que talvez não sirva para nada! 

Talvez eu aparece no Pacaembu e mate a saudade de uma época que a Lusa jogava como grande, mas é triste pensar que o estádio me empolga muito mais que a equipe da Portuguesa.

sábado, 30 de outubro de 2010

O atacante dos gols bonitos

Em entrevista para o Portal Uol, Dodô declara: "Quero terminar aqui na Portuguesa. Tive proposta de jogar Série A em outros clubes fora do eixo Rio-SP, mas não quis. Quando percebi que estava complicado ficar o Vasco, eu mesmo liguei para a Portuguesa e perguntei: 'Vocês ainda estão interessados em me contratar?'"

Dodô foi contratado  pela Portuguesa, em junho, e fez sua estreia com a camisa rubro-verde no fim de julho, diante do São Caetano, no Canindé.

O atacante dos gols bonitos vestiu a camisa da Lusa 10 vezes e marcou apenas 6 gols. Está na hora do Dodô mostrar seus gols para a torcida lusitana e ajudar a Portuguesa!

Confira a entrevista do atacante lusitano no Uol.

Para os jogadores da Portuguesa

A/C de TODOS os jogadores da Associação Portuguesa de Desportos,

Bom dia, jogadores!

Não vou citar nome por nome, mas a carta é para todos, sem exceção de reservas ou titulares, também pode incluir a comissão técnica e até o Vadão, que foi mandado embora, mas que colaborou com o vexame que é a Portuguesa na série B de 2010.

O bom dia, que escrevi acima, foi apenas para ser educada, afinal, bom dia é só para vocês que estão com os salários em dia, vão para o Canindé treinar e às vezes ganham alguma partida. Mas para nós, torcedores da Lusa, faz tempo que não temos um “bom dia”.

Imaginem só: Fiquei horrorizada com a derrota diante do Duque de Caxias. Onde já se viu a minha Lusa perder do Duque? Mas o tempo passou e eu superei a derrota e resolvi dar mais uma chance para vocês e fui para o Canindé e sabe o que aconteceu? A Portuguesa perdeu do América-RN.

Respeito os dois adversários, todos tem sua tradição, sua história, mas a Lusa é maior do que qualquer clube.  Uma derrota diante do último colocado no campeonato é traumática.

Estou usando essas duas derrotas, só como exemplo, porque qualquer ponto perdido é um desastre, mas acho que você não conseguem entender. Aliás, vocês torcem para algum time? Já frequentaram a arquibancada? Já sentiram a emoção de fazer parte de uma torcida?

Acho que não.  Vocês não entendem de paixão e não estão nem aí para a Lusa, a minha querida Portuguesa.

Ah, vou confessar que sempre que perdoei as derrotas da Portuguesa e retornei para o Canindé, eu não perdoei vocês, mas sim meu clube, meu time e as cores da minha camisa. Porque a minha Lusa merece respeito e vocês ainda não manifestaram nenhum tipo respeito por ela.

Vocês vão passar, são só mais 11, 22 jogadores, o número não importa, vocês estão de passagem pela Portuguesa e poucos vão deixar saudades. Uma pena! Porque vocês poderiam entrar para a história e virar um digno jogador lusitano, mas optaram por ser mais um no meio de tantos que saíram e ficaram no anonimato.

Tenho saudades do Rodrigo Fabri, Diogo, César, Emerson, Caio, Capitão, Paulinho Mclaren, Dener, Evair, etc... Tenho saudades até daqueles que nunca vi jogar, mas sei histórias incríveis sobre o Enéias, Djalma Santos, Julinho Botelho, etc... Vocês acham mesmo que vou sentir saudades de vocês?

Acho que vocês não sabem, mas a Portuguesa completou 90 anos e nós torcedores comemoramos e esperávamos de vocês uma vitória, mas nem este presente vocês deram para o clube. Vocês sequer sabem da história da Lusa e eu já deveria imaginar que não dá para esperar muita coisa de vocês.

Como vocês conseguem dormir com a cabeça tranquila sabendo que a Lusa não vai retornar para a série A?

Vocês fazem parte da equipe que eu mais criei expectativa, que eu confiei e tinha como certo que a Lusa iria retornar para a elite do futebol, mas enganei, assim como vocês me enganam quando ganham uma partida.

Aprendi que não posso esperar nada de vocês...

Mas se tiverem um pouquinho de brio, joguem para vencer, mostrem raça, determinação... Provem que são competentes, porque até agora não mostraram nada dentro de campo.

Não vou me despedir, porque ainda tem sete rodadas pela frente e vocês são os responsáveis pelo sucesso ou fracasso da Portuguesa. Em breve, voltamos a conversar.

Post para Os Geraldinos. 

ASA 1 X 1 Lusa...

Com o resultado, a Lusa fica ainda mais distante da série A. Posso gritar???


sábado, 23 de outubro de 2010

Inacreditável...

O América-RN venceu a Portuguesa em pleno Canindé. Sim, o último colocado venceu o time que sonha com o G4.

Este timinho aí que sonha com o G4 não jogou NADA. Marcou um gol, de pênalti e no segundo tempo chutou apenas UMA vez no gol. 

Ganhar como? Time sem raça e determinação...  

Estou envergonhada! Sem mais... 

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Posso acreditar na Lusa?

Já estava a ponto de desistir da Série A, da Série B, do blog, do Boteco e entrar em depressão. A ideia era: daqui por diante só vou assistir os jogos do Real Madrid e também do Levante UD, que tem uma torcida bem simpática, e a Lusa só vou acompanhar a distância, porque ainda não tinha engolido a derrota para o Duque de Caxias no Canindé.

Mas aí a Lusa trocou de técnico e surpreendeu! Venceu duas partidas seguidas. E não dá para negar que ainda estou com o pé atrás, mas volto a ter um pouquinho de esperança. Afinal, o torcedor da lusa é um eterno iludido.

Eu não acredito que a “era Sérgio Guedes” terá um aproveitamento de 100% até o fim do Campeonato. Mas com a mudança do treinador, algumas atitudes também mudaram lá para os lados do Canindé. Sérgio Guedes não fará uma milagre lusitano, mas pode ajudar na conquista ao acesso. Daqui para frente, são oito jogos, oito finais..Só espero que o tropeço não aconteça na última rodada, para não matar ninguém do coração.

Vencer o São Caetano, por 3 a 1, foi um ótimo resultado. A Lusa foi bem superior no primeiro tempo, mostrou um futebol regular para bom, mas para conquistar o acesso precisa melhorar e o mais importante: os jogadores precisam querer! (Será que eles querem?)

A próxima decisão será sábado contra o América-RN, no Canindé.... Já até penso em vestir a camisa rubro-verde e lotar a Kombi em direção ao estádio. Todo mundo merece uma segunda chance, a Lusa também! Acho que posso voltar a acreditar no acesso.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

O início da “era Sérgio Guedes”

"Sabemos que há pouco tempo para o fim do campeonato, mas estou chegando para lutar por isso. É a chance de todos aqui brigarem e mostrarem sua força", Sérgio Guedes

Depois da derrota ridícula diante do Icasa, por 3 a 1, e ver clubes como o Duque de Caxias ultrapassando o time de maior salário da série B, a diretoria resolveu demitir o Vadão.

Horas depois, a direção do clube anunciou o nome do novo treinador da Portuguesa: Sérgio Guedes.

Guedes terá a missão, quase que impossível, de ajudar a Lusa retornar para a série A. Mas já será de grande ajuda, se o treinador afastar os jogadores que contribuíram para a desastrosa campanha lusitana este ano.

(Estou inconformada com a campanha da Portuguesa. É vergonhoso não subir este ano, se eu fosse jogador da Portuguesa teria MUITA VERGONHA..Não vamos subir por incompetência dos jogadores, comissão técnica e clube!)

sábado, 9 de outubro de 2010

Meu Álbum de Figurinhas

Aproveitando que estamos na semana da criança e que dia 12 é o dos pequenos, resolvi postar o álbum de figurinhas que roubei do meu irmão.

A data de publicação é de 1993, ano em que eu tinha 10 anos e meu irmão 9. Éramos pequenos e a Lusa tinha um bom time e um grande jogador: Dener.

O álbum foi publicado pela Multi Editora, que não deve existir mais. Além da Portuguesa, a editora lançou a versão para ou outros grandes clubes de São Paulo.

Mesmo em 1993, não foi fácil completar o álbum, já que a troca de figurinhas era restrita aos torcedores da Lusa e não tinha a facilidade da internet.

Éramos os únicos torcedores da Portuguesa na escola, na catequese, na natação e até mesmo na rua. Os primos eram palmeirense, corinthianos e são-paulinos. Só eu e ele éramos os privilegiados torcedores da Lusa.

Mesmo com a ajuda dos tios, meu irmão não conseguiu completar o álbum. Mas na época, meu brotherzinho, ganhou a versão completa do médico da nossa família e nosso vizinho na Vila Gumercindo, Dr. Eduardo Rosmaninho.

Hoje temos esta versão completa, que eu roubei, guardo, escondo e não empresto. Só tirei do armário (trancado com um cadeado) porque precisava muito que alguém escaneasse. Mas no fundo de algum armário temos uma versão incompleta do álbum.

O álbum é uma raridade e quando meu irmão viu que estava comigo, já ficou de olho nele. Agora todo escaneado posso dividir essa joia com todos os torcedores da Lusa!

Este é o meu presente do Dia da Criança para os torcedores lusitanos:

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Voltamos...

Voltei.

Aos poucos estou colocando as coisas em ordem. E parece que a Lusa também voltou a jogar o ridículo futebol de sempre.

O 6 a 1 foi apenas uma ilusão, aconteceu só para ficar com inveja dos torcedores que foram ao Canindé. Quem também ficou com inveja do 6 a 1 foi o Mourinho e todo o elenco do Real Madrid. Dias depois da goleada rubro-verde, o Real Madrid repetiu o placar no Santiago Bernabeu.

Durante os últimos 20 dias, eu acompanhei de perto a Liga Espanhola e a Champions League, vi o movimento do futebol no país que ganhou a Copa do Mundo, visitei o fraco Museu do Barcelona e o maravilhoso museu Real Madrid, fui no estádio três vezes e vesti três camisas diferentes (Barcelona, Levante e Real Madrid). Fui a maior vira-casaca da Espanha. Descobri que o Barcelona tem o maior marketing do país, com uma loja oficial a cada esquina da cidade e que o Real Madrid não precisa de nada disso, apenas faz história.

O time e a torcida do Barcelona foi a minha grande decepção futebolística da cidade, a torcida do Levante só provou que torcer para time menos popular é mais emocionante e mais fácil para se apaixonar e o Real Madrid mostrou que tem uma grande história, o melhor técnico do mundo e os melhores jogadores, sem dúvidas se tivesse que escolher entre Madrid e Barcelona, ficaria com o Madrid, mas volto da Espanha ainda mais rubro-verde e com grande simpatia pelo Levante (segundo time da cidade de Valência).

A minha maior tristeza foi saber que horas depois que pisei em solo paulistano a Lusa foi derrotada no Canindé pelo fraco Duque de Caxias e que o sonho da série A ficou mais distante.

Eu não sei qual é o plano ou a meta do Vadão, mas a minha é ver a Lusa dar a volta por cima e jogar a série A em 2011. Está na hora de acabar com a farra desses jogadores sem raça, sem vontade e sem disposição...

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Lusa X Sto André

(Barcelona, 23 de setembro) Ontem fui para o Camp Nou assistir Barcelona X Sporting de Gizón sem saber do resultado do jogo da Lusa.

Só a noite fui saber o placar, mas os detalhes fiquei sabendo hoje, com o e-mail do papai:

"Na 3ª a Lusa goleou o Santo André por x 2, com 630 pagantes. Obs. O 2º gol da Lusa o mais bonito do Campeonato."


Uauuuu.... Gol mais bonito do Campeonato? Quem fez?

E de uma coisa eu tenho certeza: O pequeno público do Canindé faz mais barulho que o Camp Nou lotado... Puta torcida sem graça a do Barça. A torcida da Lusa dá de dez!

domingo, 19 de setembro de 2010

Temos um time?

IMG_4495


Não vi o primeiro tempo, mas analisei atentamente o segundo. Não vi um time, uma equipe, um plantel ou qualquer coisa que seja sinônimo.

Vi jogadores desmotivados, que não ofereceram perigo ao adversário e pouco suaram a camisa rubro-verde.

Não temos atacantes, também não temos volantes, algumas vezes temos zagueiros, não temos banco de reserva, não temos treinador, também não temos administração, não temos perspectiva, não temos o Dodô (embora não sinta falta), não temos sorte, não temos raça, não temos determinação e agora também não temos as mini-metas!

A Portuguesa só tem errado. Lamentável!!!

sábado, 18 de setembro de 2010

Em 1998, Lusa 3 X 1 X Coritiba

Campeonato Brasileiro de 1998, no Canindé, a Lusa venceu o Coritiba por 3 a 1. A Portuguesa levou o primeiro gol, mas conseguiu virar o jogo. No jogo seguinte a Lusa empatou, no Couto Pereira, em 0 a 0, podendo até perder por diferença de dois gols no terceira partida. No terceiro jogo, a Lusa empatou por 2 a 2, se classificando para à semifinais do Brasileiro.

Detalhe para a nota do jornal Lance!: Cerca de 15 mil torcedores ocuparam ontem o Canindé. Como o público mínimo exigido nessa fase é de 25 mil pagantes, a Lusa comprou os ingressos que não foram vendidos e anunciou o público de 25 mil pagantes. 

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Dodô X Héverton

Dizem que lá no Canindé, que Héverton está com ciúmes do Dodô. Se é verdade ou não, não sei... Mas sei que o rendimento do Héverton caiu bastante e os gols desapareceram.

Com a chegada do “artilheiro dos gols bonitos”, Vadão optou por recuar o Héverton, deixando o Dodô no ataque, esta é a explicação para o baixo rendimento do jogador.

Porém, os passes que deveriam vir do Héverton para o Dodô não são bem sucedidos. O único jogo que houve um pouco mais de entrosamento entre dois foi contra o Asa, em que a Lusa venceu por 2 a 0. De resto, rola uma má vontade do Héverton e o Dodô não tem pique para correr atrás da bola.

Conclusão: Héverton não faz gols e não ajuda os coleguinhas atacantes e a Lusa passou sete jogos sem vencer, o saldo de gols caiu, perdemos o artilheiro e a artilharia do campeonato.

Antes do Dodô estrear com a camisa rubro-verde, o Héverton tinha praticamente um gol por partida e na era pós-Dodô, seu saldo é zero.

Na Série B, Héverton jogou 19 jogos e marcou 8 gols; Dodô atuou pela Lusa 9 vezes e marcou 6 gols.

No último jogo contra o Figueirense, Dodô fez um gol, mas saiu contundido e ficará um mês sem entrar em campo. A notícia foi divulgada dia 16/09 pela Assessoria de Imprensa da Lusa. No período de um mês, a Portuguesa disputará 8 partidas, tempo suficiente para o Vadão acertar o time, colocar o Héverton como atacante e testar Zé Carlos, Malaquias, Luis Ricardo, Fabinho, etc... Não importa o nome, tem que fazer gols e ajudar a Lusa a vencer as partidas e retornar para o G4.

Enquanto o Dodô faz seu tratamento para curar a contusão no joelho, Héverton terá tempo suficiente para desencantar e voltar a fazer os gols do início da temporada e quem sabe retornar para o topo da artilharia da Série B.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Muitos problemas e nenhuma solução

Só comi o bolinho de bacalhau no fim do jogo, mas intenção era comer antes!

Cheguei atrasada  no Canindé! Quando ainda estacionávamos o carro no campo de areia, ouvíamos o grito da torcida: Goooooollll! Gol da Lusa!

Pensei: Hoje a Lusa sai da miséria diante do Figueirense. Não podia perder mais nenhum um gol.

Não vi o gol e a Lusa não goleou o time de Santa Catarina, mas vi um time um pouco mais entrosado, dava até sinais de que treinaram durante a semana.

Também vi o Acleisson no banco e não entendi o Thiago Gomes, também no banco. Eu acho o Thiago o melhor zagueiro do time da Portuguesa. Banco, por quê?

Notei que o Héverton até tentou se esforçar, mas não teve sucesso. Dodô fez a parte dele, o gol! Mas no meu time, seria o jogador  para entrar apenas no segundo tempo e matar a partida.

Athirson, Marco Antônio, Fabrício, Domingos, Preto Costa, Paulo Sérgio são instáveis, ou jogam muito bem, ou muito mal. Não existe regularidade... Podiam ser bons jogadores sempre!!!

Mesmo com a vitória e um desempenho melhor do que as últimas partidas, não senti muita confiança na equipe da Lusa. Pode até ser contraditório, mas acredito em um bom resultado diante do Coritiba...

Acho que o problema da Lusa não é o Vadão, o problema da Portuguesa é o de sempre: interno! Time e bons jogadores a Lusa tem, falta a raça e a força de vontade! E eles já até venceram o América-MG pela raça, só que nunca mais repetiram o "amor" à camisa rubro-verde.

Quem tinha raça em excesso era o Kempes, que no fundo era um grande atrapalhado e sem técnica...Não deixa saudades no Canindé.

O problema é que o time ainda está procurando problemas e desculpas e nesta fase já deveria ter achado uma solução.

Já que sou uma pisciana supersticiosa, para sábado, já separei o incenso, a camisa de 96 e o sal grosso. Vai faltar apenas o bolinho de bacalhau...

IMG_4553

sábado, 11 de setembro de 2010

A culpa é do bolinho de bacalhau


Faz parte da tradição e da superstição que inventei, mas toda vez que vou ao Canindé tenho que comer um bolinho de bacalhau.

Nos últimos meses inventei um regime e não estou comendo frituras. O regime não surtiu nenhum efeito, e sinto falta dos bolinhos de bacalhau do Caldo Verde*.

Fui atrás de uma explicação para os fracassos do time rubro-verde e cheguei à conclusão que de o problema é o bolinho de bacalhau.

Não posso quebrar uma tradição entre mim, o sucesso da Lusa dentro de campo e o bolinho de bacalhau. Setes jogos sem uma vitória, a culpa só pode ser a falta bolinho porque, não existe outra explicação.

Daqui a pouco vou tomar um banho de sal grosso, separar a camisa que usei por todo o Campeonato Brasileiro de 1996, acender um incenso, chegar mais cedo no Estádio, comer vários bolinhos de bacalhau e subir as escadarias do Canindé de joelhos.

Se depender de mim, hoje a Lusa goleia e nunca mais deixo de comer bolinhos antes do jogo.

Sai, zica! Avante, Lusa!

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

O comercial da Portuguesa

A Lusa está no horário nobre da Globo e do Sportv com peça publicitária em comemoração aos 90 anos do clube.

O problema pode ser meu tico ou teco, mas não consegui entender! Amigos não lusitanos, também não entenderam a mensagem. Como "vender" alguma coisa com uma mensagem subliminar?

Acreditando que o problema é meu... Então já é o melhor comercial do mundo, com a melhor bola virtual, jogadas surreais do "Salvador Dalí" e o melhor zagueiro do mundo.

Alguém me explica o comercial? rs

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

No Twitter

E o Weverton escreveu no Twitter:

@wevertonoficial: e dificil falar com todo mundo sobre a situacao que agente ta passando, mais quero que saibam que nao e so vcs torcedores que estao... cont.

@wevertonoficial: chateados, eu e meus companheiros tambem estamos, a nossa resposta pra vcs torcedores tem que ser dentro do campo com vitorias... cont.

@wevertonoficial: infelizmente as vitorias nao estao vindo, mais tenho certeza , que vamos voltar a vencer, e continuar com o nosso principal objetivo... cont

@WevertonOficial: que e colocar a portuguesa, na serie A, entendemos que nesse momento nao tamos estamos merecendo muita compreessao de vcs, mais temos.. cont

@WevertonOficial:  que esta juntos.nos jogadores e vcs torcedores temos que está juntos, pq no final de tudo nos objetivos sao iguais! SERIE A

Ok. Merece meu respeito! Só falta o resto da equipe mostrar um bom desempenho dentro dos gramados!

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Aluga-se



Time sem comando procura administrador. A pessoa que assumir a direção do futebol da Portuguesa encontrará:


Uma equipe que poderia ser a melhor da série B;

Começou a competição com o melhor ataque do Campeonato;

Tinha o artilheiro;

Alguns jogadores já fizeram parte das seleções de algumas rodadas;

Tem jogadores de nome: Dodô, Athirson, Héverton e Domingos;

Também tem um goleiro de regular para bom, às vezes, falha, mas tem raça;

Dizem que tem a maior folha salarial da competição;

Tem um bom estádio, só que precisa de uma pequena reforma, mas o gramado é razoável;

Consegue colocar aproximadamente 3.000 torcedores na arquibancada;

Tem um técnico que chegou como salvador, mas está perdido no comando da equipe;

O time conquistou algumas mini-metas;

Ficou no G4 por algumas rodadas,

Faz sete partidas que a equipe não vence;

Está na 9ª colocação com 28 pontos: 8 vitórias, 4 empates e 8 derrotas,

Reverteu 34 gols e sofreu 28;
 
Corre o risco de não subir para a série A.

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

O que há de errado?


Em 5 jogos, 2 empates e 3 derrotas.

15 pontos disputados e só 2 somados.

3 gols marcados e 7 sofridos.

Rodízio de jogadores suspensos ou no Departamento Médico.

Que fase, Portuguesa! O que acontece com você?

terça-feira, 31 de agosto de 2010

A última chance!

Acordei um pouco advogada do diabo, mulher de malandro, alguns podem até dizer que é um pouco de instinto maternal, sensibilidade, etc... Podem chamar de qualquer coisa, até me de louca ou me xingar. Mas resolvi dar a última chance para alguns jogadores da Lusa.

Pensei, refleti muito e cheguei à conclusão que todo mundo passa por uma fase difícil, vai para o trabalho desmotivado e que erra. E isso aconteceu com alguns jogadores nas últimas rodadas! Então resolvi perdoá-los e dar a última chance para alguns!

Se fosse em uma empresa normal, geralmente, os que erram são punidos e creio que eles também foram punidos pelo resultado e pela torcida.

Se o fulaninho sonha em um jogar em um clube de maior torcida, ser convocado para a Seleção Brasileira ou um contratado com o Barcelona, tem que fazer bonito na Portuguesa. Ele tem que construir sua imagem, história e currículo, então não deve fazer corpo mole, não é?

Alguém precisa explicar para eles, que o sucesso da Lusa e os deles caminham juntos. Ou algum clube vai querer contratar um jogador sem raça, desmotivado e violento?

Se a Lusa estivesse no topo da tabela, goleando todos os adversários e por conseqüência com mais espaço na mídia, eles ganhariam mais visibilidade e mais propostas, ganhariam a glória e o sucesso. Afinal, todo jogador que veste o manto sagrado rubro-verde merece a consagração.

Mesmo errando, pisando na bola, brigando com a torcida e com atitudes estranhas. Hoje, contra o Ipatinga, eu levanto a bandeira rubro-verde, vou vestir a camisa da Lusa e acreditar no melhor desempenho de todos os jogadores da minha equipe. Se a torcida não confiar no elenco da Portuguesa, quem irá confiar?

Qual é a dele?

Recebo em meu e-mail aproximadamente 20 newsletters diárias dos mais diferenciados assuntos. Desde de dicas de estéticas, descontos em restaurantes, horóscopo até chegar nas mais "interessantes" como Comunique-se, Portal Imprensa, Meio & Mensagem, etc...

Dia desses recebi um e-mail falando sobre uma palestra com o Tiago Leifert, olhei o horário, o local e minha agenda e resolvi me inscrever. Queria descobrir: Quem é esse Tiago, além do filho do diretor da Globo?

Descobri que o apresentador do Globo Esporte é um cara bacana, que fez uma palestra interessante, rapaz humilde, inteligente e com uma boa visão para a comunicação e entretenimento.

O rapaz estudou fora, cresceu dentro da Globo e disse ele que lutou muito para chegar onde está, o que deve ser verdade, porque existe toda aquela balela do “padrão Globo de qualidade” e para chegar onde ele chegou tem que ter muito mais talento do que sobrenome.

Desde de que ele assumiu o posto de diretor e apresentador do Globo Esporte a audiência subiu, por conta do novo formato deixando mais claro para o telespectador que esporte é entretenimento e não jornalismo.

Por ser um cara estudado e inteligente, é claro que ele não falaria mal da Globo e defendeu a postura da emissora. O apresentador disse com convicção que não houve pedido de exclusiva de Tadeu Schimdt, Alex Escobar e a CBF. Se ele não fosse comunicador, diria que isso foi um belo trabalho de media training, porque quase me convenceu, se não fosse o discurso seguinte.

Além de contar todo o currículo dele, algumas histórias sobre o GE, Central da Copa, ele também falou sobre os horários dos jogos. Essa parte me interessou muito, porque sou torcedora de arquibancada e fico indignado com os jogos às 21h50, não só do meu time, mas qualquer partida. Acho um desrespeito para o torcedor ter que esperar a novela acabar para assistir o jogo, passar frio, enfrentar a madruga e ficar sem o transporte público.

Questionado sobre o horário da transmissão dos jogos de futebol, Leifert deixou claro: “A Globo paga e paga muito caro pela transmissão, então tem o direito de passar os jogos às 22h”. E usou como argumento que aqueles que vão para o Morumbi, por exemplo, são 40 mil torcedores, e no sofá estão 900 mil telespectadores. Pensar em quem nessa hora? Na audiência, é claro.

Em entrevista para a Folha de S.Paulo, Galvão Bueno, também disse algo parecido sobre os direitos da Globo sobre o futebol: “Eu acho até que devia mandar mais. Porque ela paga as contas [a emissora compra dos clubes o direito de transmitir jogos]”.

A conclusão que chego é: Então se eu compro um carro que a velocidade máxima é 200 Km/h eu vou sair por aí desrespeitando todo os limites de velocidade só porque eu paguei pelo carro, pelos impostos, pela gasolina, etc.... Não, né?

Existem regras, que se a CBF e as Federações locais fossem mais severas e se não tivessem tanto esquema com a Globo poderia criar cláusulas proibindo os jogos às 22h da noite. Mas como em todo lugar a política é suja, isso jamais vai acontecer em relação a toda poderosa Globo. E a emissora continuará mandando e desmandando no futebol, transmitindo os jogos no horário que ela quiser e repassando as partidas que for mais conveniente para ela.

E quem sofre não é o torcedor do Corinthians e nem do Flamengo, ou qualquer outro time de massa. Quem sofre sou eu!

O ano passado a Globo transmitiu para o Rio de Janeiro, praticamente quase todos os jogos do Vasco pela série B. Esse ano sabe o que ela fez? Segundo o Silvio Luiz, a Rede TV,  não transmitiu Náutico X Portuguesa, porque a Globo não liberou. E a cidade de São Paulo ficou com a transmissão da partida entre Paraná X América-MG! A maior sacanagem!

Enquanto a Globo dominar no futebol, ela vai continuar favorecendo os grandes e deixando para escanteio os não tão grandes... E assim será por um bom tempo!

Ah, Tiago Leifert também disse que o Corinthians dá muita audiência e por isso, se você gosta de ver o Globo Esporte, verá matérias de 3 ou 4 minutos sobre a pança do Ronaldo e 10 segundos sobre a Portuguesa, mesmo quando ela fizer uma goleada história com gol até de goleiro....

Então galera, se você quer ver a Lusa na mídia, vá atrás dos blogs e da mídia alternativa, porque na Globo e na grande imprensa será difícil.

Ah, o que eu descobri sobre o Leifert? Que ele é baixinho, magro, muito mais branco do que eu imagina, simpático e inteligente. Deu uma cara nova para o Globo Esporte e merece todos os créditos!O rapaz é bacana e talentoso!

domingo, 29 de agosto de 2010

Quem é Renê?

Parece que a briga entre jogadores e torcida está virando uma coisa comum no Canindé. Jogos atrás o nosso ex-goleiro titular Andrey andou batendo boca com alguns torcedores e ontem, o Fabrício.

O clima não é dos melhores no Canindé. Além de apoiar o time, o torcedor tem o direito e o dever de cobrar mais atitude daqueles que vestem a camisa rubro-verde, afinal, eles são passageiros, e nós ficaremos ali na arquibancada por muitos anos torcendo pela Portuguesa independente dos resultados, campeonatos e divisões.

Mas nem quero falar da briga de jogadores lusos com a torcida. Isso é briga interna e resolvemos lá no Canindé. Meu lance é com o Renê, do Bahia.

Antes de mais nada, quero deixar bem claro, se algum dia, esse goleiro do Bahia, vestir a camisa da Lusa eu não vou mais assistir os jogos no Canindé. A história é essa:

Meu pai é uma pessoa sensata, pouco fica nervoso por causa da Portuguesa. Poucas vezes vi meu paizinho perder a cabeça durante um jogo de futebol, principalmente em jogos no Canindé.

Ontem, quando o árbitro apitou o fim do jogo, uma coisa me espantou. Meu pai levantou, saiu da arquibancada e foi em direção ao local por onde saem o trio de arbitragem e os jogadores que vão fazer o exame anti doping. Eu estava ali atrás do banco de reservas da Lusa observando a discussão do Fabrício com a torcida da Portuguesa.

Nunca vi meu pai tão bravo e nervoso. Ao perguntar para ele o que tinha acontecido ele disse: - Esse Renê, goleiro do Bahia, é um FDP, mau-caráter, fica fazendo gestos para torcida, desrespeitou a torcida da Portuguesa! Quem esse cara é para fazer isso no Canindé?

Meu pai não foi o único que viu a deplorável cena do jogador do Bahia, todos que estavam ali, ficaram revoltados.

É lamentável ver uma goleada no Canindé, ouvir a torcida adversária gritando “o Canindé é nosso” e jogadores despeitando a torcida.

Mas quem é o Renê?

Renê é aquele goleiro que assinou  um pré-contrato com a Lusa e dias depois aceitou conversar com o Atlético-MG. Conclusão: o Atlético desistiu de contratar o imbecil, ele ficou chupando o dedo e foi parar no Mirassol e atualmente está no Bahia. E se depender da minha torcida vai para clube ainda pior, antes de ir para o inferno.

Espero que a diretoria da Portuguesa seja sensata e nunca mais tente contratar esse goleiro. Mas da próxima vez que ele pisar no Canindé, vou dar calmantes para o meu pai, senão é capaz de pular o alambrado para bater nesse “pseudo jogador” e não quero ir visitar meu pai na delegacia! rs

sábado, 28 de agosto de 2010

O que eles fazem quando dizem que vão treinar?

IMG_4505
Algumas pessoas me perguntaram se eu mexi na foto. Não, eu não mexi. 

Creio que meu "click" não foi muito favorável com o Acleisson. Não quero zoar o jogador, estou triste e revoltada com o resultado e com esta foto só quero entender o que os jogadores fazem quando dizem que estão treinando. Alguém me explica?

Mas olhem o tamanho da pança do Acleisson!!!

Já me acusaram de pegar no pé dele, mas ultimamente ele não é o pior do time. Se ele não é o pior do time, imaginem a fase que a Lusa vive! É um terror!

Gostaria de saber o que eles andam fazendo quando dizem que vão treinar. É claro que pela forma do Acleisson o treinamento físico não deve ser dos melhores, é claro também a falta de vontade de alguns jogadores e está claro que tem muita gente de dentro do Canindé torcendo contra a Portuguesa só para o Da Lupa não ser reeleito.

Foda-se a política do clube! Eu quero a Lusa campeã! Não dá para querer o melhor para o clube torcendo contra. Independente de ser posição ou oposição (tem oposição na Portuguesa?!) tem que torcer a favor... Senão, podem fechar as portas!!! 

Deu axé no Canindé...

“Está vendo esse time? Prestou atenção na torcida que está indo embora antes do jogo terminar? É isso que você vai ver para o resto da sua vida se continuar torcendo para a Portuguesa, não siga meu exemplo, ainda dá tempo para mudar!”, disse o pai para o garoto de seis ou sete anos que estava do meu lado na arquibancada do Canindé.

Com certeza, o garoto não vai mudar de time, continuará frequentando o Canindé e vai crescer vendo a Portuguesa tendo altos e baixos em um período muito curto. Talvez ele nunca veja a Lusa campeã ou talvez o garoto faça parte de uma geração mais feliz que a minha e tenha oportunidade de ver mais glórias lusitanas do que eu... Ninguém sabe o futuro da Lusa, mas o presente é triste e até um pouco revoltante. Ver a Portuguesa ver de 4 a 2 do Bahia é lamentável!

Até outro dia a equipe era a vice-líder do campeonato e agora vem de uma fase de três derrotas e um empate. A equipe vai atingir a mini-meta estipulada pelo Vadão, mas com os resultados inversos...

A Lusa fez um primeiro tempo regular, marcou o primeiro gol, mas em seguida o Bahia empatou e antes do fim do primeiro tempo virou a partira. Logo no início do segundo tempo perder o Domingos cometeu pênalti, levou o vermelho e prejudicou todo o esquema da Lusa.

Mesmo com alguns jogadores fazendo corpo mole, o time até tentou reverter o placar, mas não foi bem nas finalizações. E para a minha tristeza e de todos os torcedores lusitanos, o “Bahêa” não só virou o jogo, mas ganhou de goleado em cima da Lusa..

O Bahia fez a festa e trocou o vira pelo axé!

 E o jogo que começou quente, ensolarado e com um belo céu azul terminou frio, cinza e triste!!!

Ah... Não deixe de ler a entrevista que dei para o Blog da Portuguesa. Cheguei a falar que gosto do trabalho do Vadão, mas por conta dos últimos resultados estou com um pé atrás.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Só um ponto!

Em noves pontos disputados a Lusa conquistou apenas um ponto, ontem, diante do Brasiliense.

A equipe lusitana vive a sua pior “fase” da competição. Se tivéssemos vencido no Canindé, que de certa forma é obrigação, estaríamos com 30 pontos, apenas um atrás do líder.

Apenas quatro pontos separam o 8° colocado do 1°.

Em quinto lugar com 27 pontos, a Portuguesa só não caiu muito na tabela porque os adversários são tão inconstantes quando a equipe rubro-verde.

Nosso ataque também não anda muito entrosado: 3 jogos e 1 gol, do Dodô, o artilheiro dos gols bonitos, mas que anda fazendo feio em campo. Literalmente, ele anda em campo!

O Héverton que jogando de meia não rendeu muita coisa, mostrou que no ataque falta uma coisa: força de vontade.

Nossa defesa está melhor do que na “era Andrey”, porém, mais uma vez tomamos um gol devido a uma falha individual do Romano.

O rodízio de jogadores suspensos e no Departamento Médico da equipe é grande, não passamos uma rodada sem um importante jogador fora de campo. Toda rodada, o treinador tem improvisar 3 ou 4 jogadores. Ainda não temos uma formação fixa e estámos praticamente na metade do campeonato. O plantel lusitano já provou que é bem limitado.

O melhor do empate diante do Brasiliense foi o Kempes, que ficou no banco.

E nessa seqüência duas derrotas e um empate, como fica a mine-meta do Vadão?

E para finalizar, acho muito injusto, jogos às 21h50. Acordar no dia seguinte às 5h da matina é praticamente impossível, mas quando a noite é mal dormida e acompanhada de uma vitória, o horário é menos importante. Mas quando o jogo é ruim, acordo com um incrível mau humor!

terça-feira, 24 de agosto de 2010

O que me incomoda na Portuguesa

A Lusa joga hoje às 21h50 contra o Brasiliense e pela primeira vez no ano acordei sem a mínima vontade de assistir o jogo do meu querido time. Mas por uma questão prática e de preguiça, talvez até por causa do inconsciente pessoal e social, antes de sair para o trabalho, peguei o primeiro agasalho que vi pela frente, um da Leões da Fabulosa (nos últimos anos troquei a torcida organizada da Portuguesa pela torcida do tremoço, por uma questão familiar, prefiro assistir os jogos com meus patrícios).

A partida de sexta-feira contra a Ponte Preta não foi tão traumática. A Lusa foi superior nos primeiros 30 minutos, depois foi se cansando, errando, errando e acabou perdendo para ela mesma. Só que mais uma vez, a Lusa perdeu em um momento que não podia perder. Mas existe algum momento para perder?

Se a Lusa quer voltar para a primeira divisão ela não pode perder nunca e muito menos no Canindé. Qualquer derrota, em casa, é um grande desastre. É imperdoável! Independente do adversário e da situação.

Freqüentei muito o Canindé em momentos que a Lusa ficava anos sem perder em casa. Isso era um “tabu” de verdade. Vencer a Lusa no Canindé era praticamente impossível... Hoje os adversários tentam quebrar “tabus” criados só nas manchetes de jornais (a Portuguesa é manchete de algum jornal?) e sites, porque não existe tabu em vencer a Lusa em um período de meia dúzia de jogos. A equipe rubro-verde tem que voltar a ser uma potência no Canindé e colocar medo nos adversários.

Temos jogadores que intimidam os adversários só pelo nome, temos uma camisa de peso, embora alguns jogadores da Portuguesa não tenham noção disto, mas os adversários respeitam nossa camisa. Temos uma torcida, que nem sempre é presente, nem sempre é animada, nem sempre é participativa, mas é a mais exigente e fanática de todas.

E mais, dizem que a Portuguesa tem a maior folha salarial da Série B.

A Lusa tem muitos motivos e obrigações para estar no topo da tabela. Mas não está... O que acontece no Canindé? O que está errado com o time?

O 1 a 0 da Ponte não me abalou, mas ficarei abalada se o Vadão insistir no Kempes. Ah, o Acleisson não me incomoda mais: é o menos ruim entre os piores.

sábado, 21 de agosto de 2010

Salve a Portuguesa!

Perder no Canindé é um dos maiores desastres da humanidade! Fico mau humorada, perco a paciência, perco a fome, fico totalmente desanimada, etc... É pior que TPM! Não é sexta-feira, 13, mas meu fim de semana começou mal... TERRÍVEL!

Teoricamente vencer em casa é obrigação. Eu contava com esses três pontos e tinha a certeza que sairia do Canindé com a camisa do time vice-líder da competição. Deu errado!

E para piorar essa é a segunda derrota consecutiva da Lusa e o próximo jogo, terça-feira, será contra o Brasiliense, em Brasília. Mais uma pedreira pela frente.

Será que é o momento de colocar os pés no chão e ficar preocupada com o não acesso lusitano para a série A?

Vadão errou, Romano errou, Paulo Sérgio errou, Kempes está errando faz tempo, não vi o Dodô em campo, Athirson não tem preparo para 90 minuto e o Héverton precisa jogar na frente.

Muita coisa está errada, mas temos condições de acertar o time para o próximo jogo. O time não pode se abater.

Que algum ser superior projeta a Lusa e a torcida, temos um longo campeonato pela frente, e ainda vamos sofrer fortes emoções...

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Olá, Olé e viva a Lusa no nosso Canindé!!!

Toda a primeira vez é inesquecível, mas a minha eu esqueci! Era pequena, talvez até muito precoce, tinha cinco ou seis anos, mas infelizmente não ficou registrado na minha memória. Mas não esqueço da primeira vez de uma amiga!

Fui eu que fiz o convite: Hoje tem jogo da Lusa, vamos ao Canindé?

Ela aceitou e quando chegou perto, com os olhos brilhando disse: Nossa, o Coliseu!

Minha amiga não tem time, não liga para futebol e aposto que nem sabe o nome do técnico da seleção Brasileira, mas se apaixonou pelo Canindé. E de lá pra cá, o Canindé virou o Coliseu...

O Coliseu foi construído durante o Império Romano foi usado para diversos espetáculos e atualmente é um dos principais pontos turísticos de Roma.

Semelhança entre o Coliseu e o Canindé? Nenhuma!

Na minha visão, não dá para comparar o Canindé com o Coliseu, porque o estádio do meu time é muito superior ao Coliseu. E não venha falar em valores históricos, porque a história da Lusa é mais importante e mais próxima que a história contada nos livros do ginásio.

E caso o Canindé seja escolhido como sede para a Copa, ele também entrará para a História, ficando ainda mais importante que o Coliseu. E minha amiga terá orgulho de ter conhecido o estádio mais importante da cidade.

O Dr. Oswaldo Teixeira Duarte tem tudo para ser o grande ponto turístico de São Paulo, durante a Copa de 2014 e com um bom projeto, poderá receber turistas igualzinho aos grandes estádios como Santiago Bernabéu, Camp Nou, La Bombonera, etc...

Para conhecer o museu do Real Madrid e o estádio Santigo Bernabéu o turista paga 19 euros, para visitar o Camp Nou você precisa pagar 14 euros e só para tirar fotos com a Taça da Libertadores, no La Bombonera, você paga 30 pesos... O turismo futebolístico gera muito dinheiro.

Não é piada e nem brincadeira! O Canindé é um forte candidato para receber os jogos da Copa!

Já vesti a camisa Canindé 2014, mais que uma reforma no Canindé, será um reconhecimento da importância da Lusa para a cidade e um presente para o Brasil!

sábado, 14 de agosto de 2010

Portuguesa é sinônimo de emoção

Está escrito na história da Portuguesa, as coisas nunca foram fáceis para o time rubro-verder e vencer hoje, contra o Náutico, seria uma tarefa difícil, mas não impossível.

Com a vitória, comemoraria a permanência no G4 e os 90 anos da Portuguesa. Mas pra que facilitar? Perder deixa o campeonato, para os torcedores da Lusa, mais emocionante e a torcida com o pé atrás, afinal, nas últimas rodadas tivemos uma sorte enorme, já que o resultado dos adversários ajudaram a Lusa na classificação geral.

A Lusa entrou em campo segura e bem no primeiro tempo, mas criou poucas oportunidades de abrir o placar. Weverton fez boas defesas no primeiro e no segundo tempo, seria o grande destaque do jogo, se não fosse a falha que cometeu no gol do Náutico.

Fabrício foi outro destaque do time, criou boas oportunidade para abrir o placar rubro-verde, mas errou quando deu um carrinho no jogador do time adversário, aos 36 minutos do segundo tempo, foi expulsos e o time, que perdia por 1 a 0, ficou com um jogador a menos, dificultando ainda mais para a Lusa empatar a partida.

Kempes ainda é um dilema: falta muita técnica e sobra raça e determinação. Não pode ser titular.

Foi mais um jogo, como um monte na história da Portuguesa. Perdeu quando não podia perder, sofremos como todas os outros jogos, mas assim escrevemos a história da Portuguesa. Se fosse fácil não teria graça e nem emoção!

Se fosse diferente não seria a Portuguesa. Apesar da derrota, parabéns pelos 90 anos, minha querida Portuguesa!

Lusa 90 anos: Parabéns!!

Não importa porque torcemos para a Portuguesa. Paixão, amor, tem explicação???

Por influência da família ou por admiração, nós torcedores da Portuguesa somos apaixonados por um clube que não nos deu tantos títulos, mas que nos deu muitas alegrias.

Choramos de alegria ou de decepção, nos emocionamos sempre! Somos extremamente exigentes! Perder e empatar no Canindé é um dos maiores desastres da humanidade.

Sabemos que a história, o amor e a tradição são muito mais importantes do que um título, mas ficaríamos ainda mais orgulhosos vendo o capitão da Portuguesa levantando a taça de campeão.

Torcer para Portuguesa é muito mais que torcer para qualquer outro time, torcer para a Lusa é levantar a bandeira de que clube melhor não há e que os adversários são pequenos perto da Lusa.

A Portuguesa faz parte da minha vida, da minha história. São 27 anos vestindo a camisa, são 27 anos pautando minha semana e meus fins de semanas...

Hoje, 14 de agosto de 2010, a querida Associação Portuguesa de Desportes completa 90 anos e para comemorar a torcida foi convocada para explicar a paixão pela Portuguesa.

Parabéns, Portuguesa!!! Obrigada Portuguesa!!!

OBS: O Post é longo, mas vale a pena! Eu chorei... 


__
Em jogo emocionante, Lusa vira para cima do Barcelona e é campeã mundial

Este é o título que Felipe Higino gostaria de ver nos jornais em um futuro breve. Quando pequeno o estudante sempre ouvia as história sobre a Portuguesa contadas por seu pai. Com três anos já tinha adotado a Lusa como time e desde de então frequenta o Canindé.

Felipe gostaria de presentear o clube com uma boa diretoria e acredita que a estrutura interna no clube é a que mais precisa de mudanças.
__
Portuguesa Campeã Brasileira

Depoimento do estudante e editor do Blog Sangue Rubro-Verde, Luiz Nascimento:

“Muitas pessoas sonham alto, torcem para times por causa de títulos e glórias, apenas alegrias. Não penso assim, eu não torço para a Portuguesa pelos títulos que ela tem ou que ela pode ter no futuro. Claro que o desejo de conquistá-los é o que mantém a chama de minha torcida viva, mas está longe de ser meu principal motivo. A única manchete que eu gostaria de ver antes da Lusa completar 100 anos seria: "Portuguesa Campeã Brasileira". Digo isso porque esse é um dos maiores traumas de minha infância, a fatídica final de 1996. Eu ainda era pequeno, mas me lembro da festa em minha casa antes do jogo, de uma decepção avassaladora ao final e de meu pai que ficou por dois meses sem falar uma palavra com ninguém. Nossa torcida merecia esse título, aliás, merece. Essa seria a única manchete, pelo menos referente à títulos, que eu queria ver nos próximos 10 anos. Mas primeiro vamos subir, né!!”

Luiz conta que sempre perguntam o motivo pelo qual torce para Portuguesa, mas não sabe o que responder. “Não há razão para isso, não é algo que eu pude escolher como muitos fazem. Muitas pessoas escolhem o time que torcerão como se estivessem no restaurante, escolhendo no menu, o prato do dia. Torcer para a Lusa, para mim, foi algo muito natural, eu nunca pensei para qual time torcer, eu nunca cogitei nenhum outro clube”. Sua família toda torce para a Portuguesa e sempre achou natural que torcer pela Lusa. “Não sou um daqueles casos em que o pai obriga os filhos a torcerem, meu pai nunca me disse para qual time torcer, acho que a única coisa que fez foi me levar, ainda bem pequeno, à um clássico contra o São Paulo, onde eu realmente percebi que havia nascido para torcer para a Portuguesa. Meu pai nunca influenciou em minha escolha porque sabia que seguindo ele, eu teria mais sofrimentos que alegrias. Isso se sente, não se entende. Quando vi as camisas rubro-verdes pelas arquibancadas, quando ví Zé Roberto e cia em campo, quando vi a origem de minha família representada naquele clube, meus olhos brilharam e meu coração palpitou de uma maneira que jamais aconteceria com qualquer outro clube. É um laço inexplicável. Hoje, não sei o que seria de mim sem a Portuguesa”, explica Luiz Nascimento.

“Se eu pudesse, daria de presente à Portuguesa homens e mulheres que ela realmente merece em seu comando. Daria à ela pessoas como o grande e saudoso Oswaldo Teixeira Duarte, pessoas essas que realmente amam a Lusa. Esse não seria ainda um presente, mas uma obrigação de minha parte se eu pudesse fazer. A Lusa precisa de pessoas em seu comando que estejam à altura de sua história, tradição e glórias”, afirma Luiz.

__
Lusa Campeã!

Essa é a manchete que a jornalista, Juliana Sever pretende ver em breve em todos os jornais. Lusitana por influência da família, gostaria de presentear o time e a torcida com um título.

__
Torcida Lusitana é a mais vibrante e presente de todas

O jornalista Marcelo Igors espera que em breve a torcida da Portuguesa seja reconhecida como a  mais vibrante e presente de todas e relata:

“Minha história com a Lusa é de acasos, mas muito significativa. Meu pai, já falecido, foi uma pessoa que sempre gostou de futebol, de assistir aos jogos, etc. Mas nunca demonstrou nenhuma paixão desmedida por nenhum clube e, consequentemente, não influenciou nenhum dos filhos a torcer para algum time. Eu sempre acompanhei futebol e fiquei meio desiludido com muita coisa. Já adulto, ganhei uma admiração pela Lusa, inicialmente por achar bonita a camisa. Coloquei isso na cabeça e, um tempo depois, comprei a tal camisa rubro-verde. Daí, a coisa cresceu... Comecei a acompanhar os jogos e, quando vi, estava apaixonado... Essas coisas do coração... Foi então que comecei a dizer para todo mundo meu time do coração, a ter aperto no coração quando a Lusa apronta com a gente e a torcer mesmo para um time de futebol”.

O jornalista afirma que de imediato, o melhor presente para a equipe rubro-verde é o acesso à Série A.

E deixa a mensagem: "Tenho sempre orgulho de SER LUSA. São 90 anos enchendo os nossos olhos e fazendo bater mais forte o nosso coração. Rumo ao Centenário!

__
Portuguesa inaugura a Arena Canindé

“Claro que queremos títulos, mas a nossa torcida não espera somente isso, antes do centenário luso gostaria de ver a Arena Canindé”, Marcelo Tomé.

O Gerente de Projetos, conta que torcer para a Portuguesa não é torcer para o mesmo time dos seus amigos, ou então, esperar comemorar títulos todos os anos, torcer para a Lusa é mais que isso, é saber que o seu time é mais importante que tudo. O torcedor da Lusa não gosta necessariamente de futebol, mas sim, é apaixonado pela Portuguesa, o futebol é consequência. Torcedores de outros times desconhecem a alegria de encontrar uma pessoa qualquer trajando a camisa rubro-verde, encontrar um outro torcedor feliz por fazer parte desta grande família (como dizia o hino antigo). Torcedor da Lusa são poucos, porque são raros, e por serem raros são preciosos e lutam para ver seu time, aguardam com ansiedade até o próximo jogo para irem até o Canindé, com a camisa rubro-verde estufada no peito e chorar de alegria a cada gol comemorado ao lado de seus irmãos, de seus pais e de seus avós. A Portuguesa que escolhe seus torcedores.

Tomé afirma que o maior presente que a Lusa poderia receber é o retorno de sua torcida para o Canindé. A torcida da Lusa, apesar de extremamente apaixonada pelo Clube, anda um pouco distante, talvez pelos resultados apresentados nestes últimos anos, ou pela péssima administração que tem tomado conta do clube recentemente. Nós temos que entender que 90 anos de história não serão abalados por uma diretoria fraca, a Portuguesa é muito maior que isso.

___
O BRASIL É RUBRO-VERDE: LUSA CAMPEÃ!

Marquinhos Portugal afirma: “Amor não se explica. Apenas se sente”, quando questionado o motivo pelo qual torce pela Lusa. E comenta que o  melhor presente que a Portuguesa poderia receber seria o restabelecimento da sua dignidade e grandeza. “Estamos fechando a pior década da história do clube e novos ventos estão soprando no Canindé”, diz o estudante.

__
Lusa: da Quase Falência Para Campeã do Mundo

Título que o jornalista, Renato Pereira, quer ver nas manchetes dos principais noticiários do país.

Renato Pereira, editor do Blog da Portuguesa diz que começou a torcer para a Portuguesa por influência dos pais que vieram de Portugal. Cresceu ouvindo Roberto Leal, Fernando Farinha e Amália Rodrigues, comendo bacalhau e não vendo a hora de ficar grande para tomar a primeira taça de vinho. Dentro dessa realidade, seria impossível torcer para qualquer outro time que não fosse a Portuguesa.

De presente para o time do Canindé e para a torcida, ele chamaria o Zé Roberto de volta.

___
Lusa: Campeã Brasileira de maneira fabulosa

Este é o título que Virgilio Sousa que ver estampado nos jornais e explica: “Racionalmente, torço para a Lusa porque é o time do meu pai e ele me ensinou a amar esse clube. No entanto, já me recomendava não torcer muito pelo time. Irracionalmente, não sei explicar. Não consigo nem pensar em torcer para outro time”, conta o analista de Redes Sociais.

De presente para o time, ele quer primeiro ganhar na loteria para depois investir na equipe rubro-verde.

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Em noite de jogo da seleção, Lusa vence o Asa

Enquanto Mano Menezes, Neymar, Ganso , David Luiz estreavam na seleção Brasileira, diante do Estados Unidos, em um amistoso que não valia nada, a Lusa disputava os três pontos e uma melhor posição na tabela da série B diante do ASA.

O Brasil venceu por 2 a 0 e a Portuguesa também venceu pelo mesmo placar. Para a seleção, o amistoso serviu para mostrar os “meninos da Vila” para o mundo, para a Lusa, a vitória foi importantíssima, a equipe sobe duas posições e fica apenas um ponto do líder do campeonato.

Sinto pelo Mano Menezes que perdeu a oportunidade de ver os gols de Fabrício e  Dodô e as boas defesas de Weverton. Mas quem precisa do Mano, se temos o Vadão?

Próxima rodada vamos disputar o topo da tabela. Sábado, a Lusa enfrenta o Náutico, nos Aflitos. Espero que o Mano, especialista em Série B, veja o jogo da Lusa...

sábado, 7 de agosto de 2010

Feliz dia dos Pais!


Meu grande companheiro de arquibancada, meu mentor futebolístico, o “cara” que pagou meus ingressos por muitos anos, o homem que me deu a primeira camisa da Lusa, a pessoa que me ensinou a torcer para Portuguesa, o torcedor mais ilustre do Canindé, aquele que me conta histórias incríveis sobre a rubro-verde, aquele que chutou a televisão quando o Grêmio marcou o segundo gol em 1996, aquele que não está com vontade de ir para o Canindé, mas vai, só para me fazer companhia...

Pai, quem mandou me levar no Canindé quando era pequena?

Virei uma louca torcedora da Lusa!

Acho que você não imaginava que ficaria assim. E também, você não deve ter orgulho quando falo que vou para um jogo que você considera perigoso, mas sei que fica preocupado.

Pai, obrigada! Me mostrou o caminho certo. Clube melhor não há!!!!

E obrigada por me acompanhar em alguns jogos da Lusa e pagar meus ingressos!

Vamos assistir Portuguesa X ASA?

Pai, feliz dia dos pais! Ano que vem comemoramos o dia dos pais no Canindé! A Lusa vai subir e vai jogar o Brasilierão de domingo!

Para todos os pais lusitanos: Feliz dia dos pais!

A moda da camisa 50


Foto: Assessoria Portuguesa

Mais um jogador será homenageado com a camisa de número 50. Dessa vez quem vestirá a camisa será o Acleisson.

A partida contra o Asa, na próxima terça-feira, será o 57ª do volante com a camisa rubro-verde. 

"É uma alegria muito grande receber essa homenagem. Fico muito feliz porque me sinto bem no clube e fiz várias amizades aqui. Espero poder comemorar com uma vitória", declarou.

Acleisson foi um dos destaques do Mirassol no Campeonato Paulista de 2009 e chegou ao Canindé em maio de 2009. 

Portuguesa X Asa, terça-feira, às 21h50, Canindé.